Histórico

Em 1976, através da Resolução n° 4/76, de 19 de fevereiro de 1976, do Conselho Universitário da UFES, foi implantado o Curso de Enfermagem e Obstetrícia da UFES, o qual só foi reconhecido pelo MEC em 1981, através da Portaria Ministerial número 271, de 7 de abril de 1981. Inicialmente, o Curso de Enfermagem estava vinculado administrativamente ao Departamento de Medicina Social do Centro Biomédico. Mas em 7 de novembro de
1979, através da Resolução número 50/79 do Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão da UFES, o Departamento de Enfermagem foi constituído. O curso de graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Espírito foi o pioneiro nessa área de ensino em todo o estado. Atualmente existem no Espírito Santo 14 faculdades de enfermagem credenciadas no Ministério da Educação e Cultura MEC, e seis cursos de Pós-Graduação Latu sensu em enfermagem credenciados pela CAPES, mas não há nenhum curso de pós-graduação "stricto sensu"em enfermagem. O curso de enfermagem da UFES, o primeiro curso do Estado, ao longo de seus quase 30 anos, tem em seu currículo: -formação de enfermeiros para o Estado do Espírito Santo. Hoje, muitos desses profissionais ocupam espaços como gestores em saúde, assumindo liderança junto a secretarias estadual e municipais de saúde, diretorias de serviços, gerência de grandes hospitais públicos e privados, responsáveis dentre outros, pela formação de recursos humanos em enfermagem do nível médio a pós graduação lato sensu e strictu sensu, bem como assumindo cargos e responsabilidades de diversas outras naturezas; - apoio e integração ao trabalho da Associação Brasileira de Enfermagem- ABEn, no movimento empreendido há 11 anos (1994) pelo Seminário Nacional de Diretrizes da Educação em Enfermagem ? SENADEN; - desde a década de 80, vem desenvolvendo estudos de avaliação de currículo, com discussões, reflexões e materialização de propostas voltadas para implantação de um modelo pedagógico capaz de possibilitar aos alunos uma formação mais integrada, uma ?práxis? pedagógica; - fortalecimento de sua crença sobre a importância do trabalho do enfermeiro na equipe de saúde, em especial na atenção à saúde, na estratégia de saúde da família, como educador nos programas de cuidados ao paciente com doenças transmissíveis e não transmissíveis, dentre outras, que integram a política de saúde do SUS; - construção do conhecimento da enfermagem. Isto está bem expresso nos grupos e núcleos de pesquisas, nas monografias de conclusão de curso, nas dissertações de mestrado, as pesquisas desenvolvidas e em desenvolvimento por professores, enfermeiros docentes e de serviço com a participação dos estudantes em programas de iniciação científica - IC, de extensão, monitoria, dentre outras atividades que contribuem no processo de construção do cuidar em saúde; - apoio as políticas do Ministério da Saúde, participando através dos fóruns, oficinas, seminários e Núcleo de Ensino à Distância NEAD, na Formação Pedagógica para o Ensino Médio de Enfermagem, PROFAE, do Aprender SUS, Pólo de Educação Permanente, Projeto de Sustentabilidade da implantação das diretrizes curriculares da educação da enfermagem da ABEn- Nacional e sobretudo contribuído com parcerias com a Secretaria
Estadual de Saúde, Fundação Oswaldo Cruz, na formação de curso de especialização em Gestão Pública, Especialização em Enfermagem Obstétrica, Especialização na Estratégia da Saúde da Família, em projeto de Integração Docente Assistencial-IDA e responsabilidade de criação e manutenção do Programa de Pós-Graduação em Atenção a Saúde Coletiva; - participação no Programa de re-direciomamento curricular - Pró-Saúde, coloca-se como oportunidade política e financeira de implementar os processos de mudanças vislumbradas pela nova proposta curricular e a integração ensino e serviço.
- Participação estruturação e implantação da Residência Multiprofissional em Saúde do Hospital Universitário Cassiano Antônio, em funcionamento desde a data de 08 de Março de 2010;
- Participação no PET Saúde.
- Participação no ARCOSUL sistema de acreditação de cursos de Enfermagem da América Latina.
Assim, a escola de enfermagem da UFES retoma o seu pioneirismo e apresenta a proposta de criação do primeiro curso de pós-graduação em enfermagem, nível Mestrado, de caráter profissional, do Estado.
Tal proposta emergiu da necessidade em atender a crescente demanda dos enfermeiros por uma competência didática, cientifica/cultural e profissional cada vez mais qualificada.
O curso de Mestrado em Enfermagem propõe-se a formar enfermeiras e enfermeiros para desenvolver uma assistência de qualidade e capazes de produzir conhecimentos em saúde e na enfermagem, buscando a excelência das práticas de cuidar e administrar, nas pesquisas, no ensino e na extensão de serviços à comunidade.
Nesse sentido, o processo do cuidar e do administrar em saúde/enfermagem é percebido na relação entre indivíduos, famílias, grupos e comunidades, voltado ao atendimento das suas necessidades universais e específicas, fundamentado na ciência, tecnologia e ética. A proposta de criação do curso de Mestrado em Enfermagem, de caráter profissional, tornou-se possível devido ao aumento da capacitação dos docentes desse Departamento, resultando em um quadro progressivo de professores doutores, qualificados em atender a essa necessidade, com dedicação exclusiva e relevante produção científica, em coerência com a política institucional atual dessa renomada instituição, fato este, imperativo para que o sonho do curso de Mestrado em Enfermagem se tornasse realidade.

Alunos Formados e Matriculados:O programa já formou 40 mestres e conta com 38 alunos regularmente matriculados, todos no mestrado.

Nome dos coordenadores e coordenadores-adjuntos:

Período: 2011-2014
Coordenador(a): Maria Helena Costa Amorim
Coordenador(a)-Adjunto(a): Leila Massaroni

Período: 2014- maio de 2015
Coordenador(a): Maria Helena Costa Amorim
Coordenador(a)-Adjunto(a): Walckiria Romero Garcia Sipolatti

Período: 2015- maio de 2016
Coordenador(a): Maria Helena Costa Amorim
Coordenador(a)-Adjunto(a): Eliane de Fátima Almeida Lima

Histórico do conceito CAPES do programa:

Período de Avaliação: . . . . . Conceito:

2011-2016 . . . . . . . . . . . . . . 3 (Regular)

Transparência Pública
Acesso à informação

© Universidade Federal do Espírito Santo 20013. Todos os direitos reservados
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe | Vitória - ES, Brasil | CEP 29.040-090