Pressão Arterial Média e Atividade de Nervo Renal Pré e Pós Secção Medular Cervical em Ratos Wistar e SHR

Resumo: O rápido desenvolvimento urbano, bem como o elevado índice de violência, contribuem para os casos de lesão medular (LM) no Brasil. Esse aumento se deve principalmente as lesões traumáticas provocadas por ferimentos com armas de fogo, acidentes de trânsito, mergulhos e quedas. Dentre as causas não-traumáticas, destacam-se os tumores, doenças infecciosas, vasculares e degenerativas. Um estudo transversal realizado em 2008 descreveu a epidemiologia da LM no Brasil. A análise dos dados mostrou que indivíduos do sexo masculino são os mais acometidos principalmente na faixa etária de 20-40 anos, predominando as lesões toracolombares, seguidas pelas cervicais. Trata-se de um estudo experimental, utilizando ratos Wistar e SHR onde serão avaliados, pré e pós secção medular, a frequencia cardiaca, pressão arterial média e atividade de nervo renal.

Data de início: 2013-08-06
Prazo (meses): 20

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Walckiria Garcia Romero Sipolatti
Transparência Pública
Acesso à informação

© Universidade Federal do Espírito Santo 20013. Todos os direitos reservados
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe | Vitória - ES, Brasil | CEP 29.040-090