Credenciamento de docentes

Norma geral da UFES (Credenciamento e Recredenciamento de Docentes):Os docentes dos Programas de Pós-graduação devem produzir trabalhos científicos e tecnológicos de valor comprovado de acordo com os critérios estabelecidos pelos órgãos internos e externos de acompanhamento e avaliação da Pós-graduação.
Os docentes devem estar cadastrados na Plataforma Lattes do CNPq e devem manter seu Currículo Lattes atualizado, informando sua produção científica e tecnológica no mínimo duas vezes por ano (até 30 de junho e até 31 de dezembro).
Os docentes de Programas de Pós-graduação são classificados em duas categorias: Professores Permanentes e Professores Colaboradores.
Após a criação do Programa de Pós-graduação, a inclusão, o desligamento e a categorização dos professores que fazem parte do corpo docente deverão ser aprovadas pelo Colegiado Acadêmico respectivo.
Os critérios de permanência e categorização dos docentes deverão ser estabelecidos no Regimento Interno de cada Programa, levando em consideração as diretrizes de sua área de avaliação da CAPES.
A categorização dos docentes se dará anualmente.
O ato de solicitação de adesão de um docente a um Programa de Pós-graduação será formalizado pelo preenchimento do Termo de Concordância para “Participação em Curso de Pós-graduação” previsto nos Anexos I e II do Regulamento Geral de Pós-Graduação.

Norma do Programa para o Credenciamento e Recredenciamento de Docentes:

CRITÉRIOS PARA CREDENCIAMENTO DE PROFESSORES NO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM - CCS/UFES

Art. 15° – Do Credenciamento de docentes ao Programa:

I. O processo de credenciamento ocorrerá de forma contínua, exceto no último ano da avaliação do quadriênio da CAPES;

II. A produção técnica-científica que contará para o processo de avaliação será a dos quatro anos anteriores, não serão pontuados artigos submetidos, somente aceitos ou no prelo;

III. O Colegiado julgará se o perfil do candidato é compatível com o Programa em termos de: interesse do Programa, área de doutoramento, experiência profissional, linhas de pesquisa, área temática da produção técnica-científica, inserção do docente no Programa com potencial de envolvimento em pelo menos uma disciplina, histórico de projetos de pesquisa financiados e histórico de orientação de alunos de pós-graduação.

IV. A produção técnica-científica para docentes permanentes, em termos de artigos, produção técnica, livros e capítulos publicados deverá somar, pelo menos, 400 pontos. Para colaboradores, a pontuação mínima exigida é de 240 pontos. A pontuação será realizada conforme os critérios do Documento de Área – Enfermagem e o Qualis da área de Enfermagem da CAPES.

V. Essas informações serão conferidas pelo parecerista que avaliará a documentação e emitirá o parecer que será apreciado pelo Colegiado.

Transparência Pública
Acesso à informação

© Universidade Federal do Espírito Santo 20013. Todos os direitos reservados
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe | Vitória - ES, Brasil | CEP 29.040-090